Numa cirurgia, quem deve pagar a taxa do instrumentador?

Atualizado: Abr 4



A taxa do instrumentador cirúrgico, de quem é a responsabilidade: Plano de Saúde ou Paciente? Aqueles que já foram submetidos à procedimentos cirúrgicos sabem, ou ao menos já ouviram falar, do tal do "instrumentador". Este profissional é aquele que auxilia o médico e demais atuantes da área da saúde, no momento de uma intervenção cirúrgica. Da sua atuação advém o questionamento, quem é o responsável por pagar sua taxa? O próprio paciente ou o plano de saúde? A Agência Nacional de Saúde (ANS) explica abertamente em seu website sobre a questão do reembolso da taxa do instrumentador. A análise recai inicialmente, na data em que o consumidor assinou o contrato com o plano de saúde. Por isso, pertinente diferenciar o contrato "antigo" do "novo". A ANS entende como contrato antigo aquele assinado antes de 01/01/1999, e novo, o assinado a partir de 01/01/1999. O lapso temporal é importante para determinar até onde o plano de saúde deve garantir cobertura e reembolso. De acordo com a ANS, em contratos antigos que garantam reembolso ou não especifiquem um hospital para realização de procedimento, a operadora é obrigada a reembolsar os valores gastos de forma integral ou parcial, caso haja uma tabela limitativa no contrato. Portanto, antes de ter algum imprevisto na hora de sua cirurgia, primeiro converse com seu médico e entre em contato com sua operadora. Fonte: Jusbrasil 

0 visualização

© 2019. Orgulhosamente criado com Gilberto Miranda     Contato: 81 3626-0646      >>>                  Siga:

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube Basic
  • LinkedIn ícone social